Portal Agita Ih!
Estilo de vida Quero Casar

Casamento marcado e pandemia do coronavírus, o que fazer?

ESTOU COM O CASAMENTO MARCADO PARA OS PRÓXIMOS MESES. E AGORA?

Gerente de eventos fala sobre os cancelamentos do setor e a desilusão dos noivos.

A notícia de que o Covid-19 está se espalhando pelo mundo em alta velocidade é muito preocupante e com a orientação de um período em quarentena, muitas festas e eventos sociais precisam ser repensados. Se você faz aniversário nos próximos meses, pode parecer triste celebrar a data sozinho, mas basta esperar esse período e celebrar com seus amigos ou utilizar da tecnologia para comemorar de forma virtual, cantando parabéns e interagindo com as pessoas que ama através de chamadas de vídeo, até ser seguro comemorar pessoalmente. Mas se você está noiva com convites entregues só esperando o grande dia chegar?

Infelizmente, se o casamento estiver marcado para acontecer nos próximos três meses, há uma grande possibilidade de que seus planos sejam impactados e você precise rever o contrato com os fornecedores. Afinal, é necessário tomar as devidas precauções para garantir a segurança de si e de seus convidados e isso pode incluir a difícil decisão de adiar. De acordo com a gerente de eventos do Lugar 166, Larissa Coelho é importante que os noivos estejam preparados, acompanhem as notícias de perto e que mantenham uma conversa aberta com seus fornecedores e convidados.

A especialista reforça que o ideal é pedir adiamento do evento. O momento pede cautela e não cancelamento. “Com o encurtamento do calendário, é importante termos consciência e ir além do “sábado ideal”. Olhar com carinho para os outros dias da semana pode ser uma alternativa interessante para desafogar as datas mais procuradas e assim, manter a realização do evento, não tão distante da data inicial” – pontua.

Além disso, a gerente de eventos sugere que os noivos revisem seus contratos de casamento para obter detalhes sobre o que acontece com os depósitos em caso de atraso ou adiamento. “Se você decidir adiar, entre em contato com o local antes de descobrir outras datas disponíveis e comece a contatar outros fornecedores de alta prioridade sobre a disponibilidade para datas futuras” pontua.

E apesar de ser necessário pensar nos contratos, nas mudanças e nas alternativas para esse período complicado, Larissa afirma que é possível se reorganizar e realizar o casamento. “Não cancele seu grande dia, apenas adie.” E para os fornecedores, a dica é que sejam flexíveis. “Ainda que essa pandemia gere um estresse para os negócios, o relacionamento e o bem-estar dos nossos clientes deve ser mais importante do que qualquer cláusula contratual no curto prazo, por isso, aqui no Lugar 166 estamos caminhando juntos com nossos clientes e ajudando-os a encontrar boas soluções para esse desafio” finaliza.

Sobre o Lugar 166:

Das 11h30 às 15h. de segunda à sexta-feira, o Lugar 166 funciona como um aconchegante restaurante para atender ao seleto e antenado público da região da Vila Olímpia (Zona Sul de São Paulo). A noite e aos fins de semana, o buffet sai de cena e entram opções gastronômicas elaboradas para confraternizações, eventos, festas temáticas, tradicionais, mini wedding, congressos, entre outros. Com um toque rústico e sofisticado ao mesmo tempo, o Lugar 166 torna-se perfeito para acomodar os convidados de maneira versátil e aconchegante. Além disso, a facilidade na hora concretizar um evento é mais uma marca registrada da casa, eles trabalham com parceiros fidedignos que auxiliam na escolha da decoração, ambientação, lembrancinhas, bolos e doces. Saiba mais em: www.lugar166.com.br

Related posts

Abrigo Municipal vai abrir neste sábado para incentivar adoção de animais em Sorocaba

Portal Agita Ih

Como se vestir em tempos de home office

Portal Agita Ih

Deia Cypri, esposa do sertanejo Edson, exibe boa forma em ensaio de sua própria marca de sapatos

Portal Agita Ih

Deixe um comentário

12 − 7 =

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais