Notícias

Sorocaba vive momento epidêmico de dengue e realizará 2º ‘Dia D’ de combate ao Aedes aegypti

Apesar de registrar menos casos que cidades pólos regionais, trabalhos estão sendo intensificados desde outubro de 2018

Na tarde desta quarta-feira (24) a Secretaria da Saúde (SES) realizou uma apresentação sobre arboviroses (doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem o vírus da dengue, chikungunya, zika e febre amarela) com a presença da imprensa. O objetivo foi informar sobre a confirmação de 350 casos de dengue e o atual momento epidêmico que a cidade vive. No próximo sábado, dia 27, será realizado o 2º ‘Dia D’ de combate ao Aedes aegypti, das 9h às 13h, com ajuda das 32 Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

Na primeira parte da apresentação, a médica e gestora da Vigilância em Saúde, Priscila Helena dos Santos, explicou a parte epidemiológica das quatro doenças com informações sobre os sintomas, cenário nacional, estadual e local, dados históricos e número de casos. “Em Sorocaba, como em todo o Estado de São Paulo, há o predomínio do sorotipo DENV2. Em 2015, a maioria dos casos foi pelo DENV1”, explica. “Os casos estão mais concentrados no momento na região Norte, em especial nas áreas de cobertura da UBS Nova Sorocaba e também para as áreas das UBSs Maria Eugênia e Éden que apresentaram aumento do número de casos na última semana”, completa.

Em continuidade à apresentação, a veterinária e chefe da Divisão de Zoonoses, Thais Buti, apresentou todas os trabalhos realizados pelo setor, como a Avaliação de Densidade Larvária (ADL), remoção e bloqueio de criadouros, visita casa a casa, entre outros. “A Divisão de Zoonoses trabalha todos os dias do ano, inclusive aos sábados. Muitas pessoas pensam que o nosso setor atua apenas no verão, mas o trabalho é feito de forma empenhada o tempo inteiro, só em 2019 realizamos mais de 100 mil visitas nas residências. Mas só o nosso trabalho não é o suficiente, precisamos da conscientização da população para eliminar os criadouros”, salienta.

A secretária da Saúde, Dra. Marina Elaine Pereira, que também esteve presente, agradeceu a presença da imprensa e pediu ajuda para propagar os dados à população. “Em outubro de 2018 realizamos uma coletiva de imprensa para falar sobre a dengue e hoje estamos repetindo para anunciar o momento epidêmico. Todo o trabalho do poder público está sendo realizado, só precisamos que a população seja nossa parceira”, reforça.

Fonte: SECON

MATÉRIAS RELACIONADAS

Sorocaba realizará 2º ‘Dia D’ de combate ao Aedes aegypti neste sábado

Agita ih

Fiscalização interdita casa noturna no Campolim por falta de alvará especial

Agita ih

SESC SOROCABA: Bordado em Talagarça

agita2019

Deixe uma resposta