Notícias

Saae solicita estudo de reestruturação tarifária

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae-Sorocaba) solicitou da Agência Reguladora Ares-PCJ um estudo de reestruturação tarifária para a cidade de Sorocaba. Em reunião realizada na manhã desta segunda-feira (13), entre diretores do Saae e o diretor financeiro da agência reguladora, ficou acordado que a Ares-PCJ vai realizar o estudo diagnóstico de avaliação de toda a cidade em relação à tarifa, com o intuito de identificar a melhor maneira de fazer a cobrança do consumo de água dos sorocabanos.

Segundo o diretor geral do Saae-Sorocaba, Ronald Pereira da Silva, o estudo será feito em atendimento à solicitação da Comissão de vereadores formada para acompanhar a troca dos hidrômetros na cidade. “O Saae tem como objetivo fazer o melhor para a cidade de Sorocaba. Com esse estudo estamos atendendo uma das solicitações dos vereadores feita em documento e reforçada em ocasião que eu estive na Câmara para responder aos questionamentos. O que estiver ao nosso alcance para ajudar a população estamos prontos a fazer”, garante o diretor-geral.

Já o diretor financeiro da Ares-PCJ, Carlos Roberto Oliveira, explica que a troca dos hidrômetros está em total acordo com a agência e não há nenhum tipo de irregularidade, mas concorda com o estudo que só fideliza o comprometimento do Saae de fazer o melhor para os consumidores sorocabanos. “Vamos fazer os estudos requeridos, lembrando sempre que o resultado se dará de maneira que assegure o equilíbrio econômico e financeiro do prestador, no caso o Saae-Sorocaba, e a modicidade tarifária, um direito subjetivo do usuário de ter assegurado o seu acesso ao serviço público, seja ele prestado direta ou indiretamente pelo Estado”, enfatiza Oliveira.

Outros fatores que serão estudados são a possibilidade de alteração da tarifa mínima de hoje, de 10m³ (ou 10 mil litros mensais) para 15m³ e a implantação de tarifa diferenciada para cultivadores de hortas comunitárias. “Esses também são pedidos dos vereadores que a Ares-PCJ avaliará no estudo encomendado”, explica Ronald.

A cidade de Sorocaba possui uma das menores tarifas do Brasil e ainda garante a tarifa social para as famílias menos privilegiadas financeiramente. “Há ao menos 20 mil famílias que têm o direito de pagar até três vezes menos pela tarifa social, no entanto, menos de 2 mil estão cadastradas”, lamenta o diretor-geral.

Durante a reunião ficou acordado que o estudo será feito em 30 dias a partir desta segunda-feira e será realizada uma audiência pública para apresentação do diagnóstico na primeira quinzena de junho, com a participação popular. “Enfatizo que o objetivo do Saae é fazer o melhor para a cidade e para os consumidores”, conclui Ronald.

CONVÊNIO – O convênio de cooperação entre o Saae-Sorocaba e a Ares-PCJ foi firmado em 9 de junho de 2017 e, desde então, a agência regula o exercício das atividades de fiscalização dos serviços públicos de saneamento básico da cidade. A Ares-PCJ, que tem sua sede na cidade de Americana (SP), conta com um total de 59 municípios associados, entre os quais Campinas, Araraquara, Jundiaí, Americana, Limeira e Piracicaba, perfazendo uma população de 5,7 milhões de pessoas.

A fiscalização da agência reguladora ocorre no acompanhamento do Plano de Saneamento Básico, sendo de sua atribuição fixar, reajustar e revisar o valor das tarifas; atender as reclamações dos usuários; criar e operar sistema de informações sobre o saneamento básico; prestar serviço de assessoria técnica, administrativa, contábil e jurídica; ajudar na elaboração de planos, programas e projetos conjuntos voltados para o saneamento básico e a proteção do meio ambiente; e realizar campanhas educativas, entre outras atividades.

Fonte: SECOM

MATÉRIAS RELACIONADAS

Casa do Cidadão Brigadeiro Tobias atenderá unidade descentralizada do PAT a partir de segunda-feira

agita2019

HOJE 7/5 É DIA DO OFTALMOLOGISTA

agita2019

Serpo divulga cronograma de patrolamento e retirada de entulhos do mês de maio

agita2019

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

%d blogueiros gostam disto: