Notícias

Prefeitura orienta em como ajudar a combater o mosquito da dengue

Com a possibilidade de uma nova epidemia de dengue na cidade em 2020 e a atual circulação sorotipo 2 da doença em Sorocaba, a Secretaria de Saúde (SES) está orientando sobre maneiras de combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, chikungunya, zika e febre amarela urbana.

Para além das dicas, a Prefeitura de Sorocaba reforça a importância de a população se sensibilizar e conscientizar acerca do combate ao mosquito, pois o trabalho diário da Zoonoses no extermínio do vetor precisa, também, da colaboração dos cidadãos.

É importante manter as lixeiras tampadas com os sacos plásticos bem fechados e pneus devem ser guardados secos, em local coberto. Garrafas, frascos, potes, latas vazias e baldes descartáveis devem ser colocados no lixo ou esvaziados e virados de boca para baixo, também em local protegido. Ralos com pouco uso fechados devem ser mantidos vedados e com uma colher de detergente ou sabão em pó. Após chuva ou lavagem de quintal e áreas externas, deve-se repetir esse tratamento.

Todos os pratos de vasos de plantas ou xaxins, dentro ou fora da casa, devem ser eliminados, pois acumulam água e são um dos criadouros preferidos do mosquito. No caso de bromélias ou outras plantas que possam acumular água, o indicado é plantar em local coberto e molhar somente a terra, pois este tipo de planta acumula água e serve de criadouro para o Aedes aegypti.

Vasilhas de água para animais domésticos devem ser escovadas com bucha e sabão todos os dias, para eliminar os ovos do mosquito. A água deve ser trocada diariamente.

Caixas d’água devem estar sempre tampadas e bem vedadas, e não se esquecer de colocar tela no buraco dos ralos do “ladrão”, pois o mosquito pode entrar por ali e colocar seus ovos dentro do reservatório, um excelente local com água limpa e parada para o vetor.

Para as bandejas de geladeiras, retirar sempre a água e escovar com água e sabão, deixando 1/4 de copo de detergente ou duas colheres de sabão em pó. Piscinas de grande e médio portes deverão ser tratadas com cloro em quantidade adequada para o tamanho. Caso estejam vazias, coloque 1 kg de sabão em pó no ponto mais fundo, assim as larvas não sobreviverão. As piscinas para crianças deverão ser escovadas e ter sua água trocada a cada 2 dias. Nas lajes, retire a água acumulada e providencie para que ela tenha um desnível em direção ao cano.

É importante verificar as calhas, se elas não estão entupidas. Remova folhas ou outros materiais que possam impedir o escoamento da água e mantenha a calha com um pequeno desnível, em direção ao cano. Para os vasos sanitários com pouco uso, coloque duas colheres de sopa de sabão em pó, repetindo entre tratamento após cada troca de água.

Para finalizar, os cuidados não devem ser somente na residência. É essencial ficar atento a possíveis focos de água parada na escola, no trabalho, na casa dos vizinhos e em locais frequentados diariamente.

A Secretaria de Saúde informa que denúncias de criadouros do Aedes aegypti devem ser feitas por meio do canal 156 ou pelo site da Prefeitura: http://www.sorocaba.sp.gov.br/atendimento/#/Home/Solicitacao ou ainda em uma das Casas do Cidadão. Também é possível registrar a ocorrência pelo WhatsApp da Ouvidoria Geral do Município pelo número (15) 99129-2426, das 8h às 17h. Em seguida, uma equipe técnica vai ao local e faz a inspeção da área para tomar as devidas providências.

Fonte: SECOM

MATÉRIAS RELACIONADAS

Cartão postal do ‘Nova Sorocaba’ Praça do Coreto é revitalizada pela Prefeitura

agita2019

Fomento ao Turismo destaca atrações de setembro em Sorocaba

agita2019

Altas temperaturas requerem cuidados com a saúde: Seconci-SP dá dicas para se proteger no canteiro de obras

agita2019

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

%d blogueiros gostam disto: