Notícias

Palestra a pais e professores de escolas municipais aborda perigos da internet

A Secretaria da Cidadania e Participação Popular (Secid) promove no próximo dia 21, a partir das 19h, na EM “Getúlio Vargas”, no Centro, a palestra “Os perigos da internet para crianças e adolescentes”, com a agente da Polícia Federal Fernanda Favaretto de Balas. O encontro, voltado a pais de alunos e a professores da Rede Municipal de Ensino, é uma extensão do projeto “A Marca na Rosa”, que nos meses de março e abril conversou com cerca de mil alunos das escolas públicas sobre violência contra a mulher e relacionamento abusivo.
A palestra é uma ação da Coordenadoria da Mulher da Secid, com apoio da direção do “Getúlio”. O objetivo é apresentar aos pais e educadores os principais riscos presentes na internet, como conversar com as crianças e adolescentes a fim de evitar ocorrências e conscientização para a identificação de possíveis casos e como proceder para formalizar uma denúncia.
O tema será desenvolvido a partir dos seguintes tópicos: “Desconhecimento dos perigos do mundo virtual”; “Para proteger é preciso conhecer os perigos”; “As grandes vítimas: crianças e adolescentes”; “Medo e vergonha”; “Abuso sexual – índices”; “Pornografia infantojuvenil na internet: cuidados básicos”; “Nudes e sexting”; “Sextorsão”; “Momo”; “Inteligência Artificial: Perigo”;“Conscientização – orientação e diálogo dos pais e educadores”; “Safernet – canal de ajuda e denúncia”; “Controle parental – orientações”; e “Helpline Brasil: canaldeajuda.org.br”.
A palestrante Fernanda Favaretto de Balas é agente da Polícia Federal, graduada em Direito pela PUC-RS e especialista em Direito Público pela Universidade de Santa Catarina. Atuou na Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros, em São Paulo, e na Academia Nacional de Polícia, em Brasília, e ingressou em 2010 no Grupo Especial de Combate à Pornografia Infantojuvenil (Gecop), ocasião em que se especializou em cursos nos EUA e no Canadá. Trabalha no setor de Inteligência da Delegacia da Polícia Federal em Sorocaba.
“A Marca na Rosa” desenvolve uma série de ações voltadas a conscientização sobre a violência contra a mulher desde novembro de 2018, como a capacitação de professores da rede pública, debates em Centros de Referência em Assistência Social (Cras) e uma exposição fotográfica itinerante. Desde o mês de março, o projeto já desenvolveu rodas de conversa sobre o relacionamento abusivo em 20 escolas municipais e estaduais de Sorocaba, envolvendo cerca de mil adolescentes.

Fonte: SECOM

MATÉRIAS RELACIONADAS

Palestra ‘Conhecimento versus Crença’ será realizada na Biblioteca Municipal

Agita ih

Cemitério da Saudade receberá grupo de 45 pessoas para uma visita guiada

Agita ih

10ª Conferência Internacional de Educação Ambiental e Sustentabilidade

Agita ih

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

%d blogueiros gostam disto: