Música

Naiá lança sua versão de “Terra” com videoclipe

Música faz parte do EP “Caetane-se”, que será lançado ainda esse ano.

Já está disponível a versão de “Terra” da cantora e compositora Naia. A canção faz parte de seu novo projeto Caetane-se”, que apresenta releituras de clássicos de Caetano Veloso. Ouça e baixe aqui: http://bit.ly/NAIAterra

O single chegou acompanhado de videoclipe, que conta com a direção e roteiro de Frederico Belchior, gravado em Mairiporã, região metropolitana de São Paulo, no Largo da Batata e no Espaço Cultural Colaborativo Alvenaria, localizados na capital paulista. A produção ainda conta com as participações dos dançarinos e atores Marcia de Oliveira, Vanessa Mello, Regina Santos e Dudu de Oliveira Assista aqui: https://youtu.be/L72F8n3yu0s

Sobre o lançamento, a artista comenta: “Amo essa música, traz questões subjetivas da minha adolescência, da minha construção de identidade musical. Existe também toda a questão da dominação do homem com a Terra, onde é um momento importante de reflexão sobre o espaço que o homem está caminhando e dominando”.

Recentemente a artista lançou a sua versão de “Não Enche” (https://open.spotify.com/track/3fvcVg1YnKUODrObNFYKkm?si=fFi0rZNPQSqC9SYp-SrVDQ). A música também chegou acompanhada de um videoclipe, dirigido por Ygor de Oliveira, que conta com muita dança e a participação de diversos bailarinos. A direção da coreografia é de Rodrigo Alcântara. Confira aqui: https://youtu.be/7AJTGf1L9x4

Sobre Naia:
Naia é uma cantora contemporânea. Sua miscigenação cultural, sua paixão pela arte e sua energia forte e visceral trazem uma nova bossa a canções já conhecidas do público. Em suas interpretações, as canções são apresentadas com uma roupagem completamente reformulada, trazendo claramente o estilo e a identidade da artista.

Nascida em São Paulo, a brasileira com sangue Guarani, Alemão e Africano transita pela cena musical desde a juventude. Começou a estudar música aos 16 anos, na Oficina Teca Alencar, e se apaixonou pelo canto erudito. Logo depois, foi morar na Inglaterra, quando aperfeiçoou seus estudos no canto, piano e Saxofone.

De volta ao Brasil, retomou os estudos na área com as professoras Raquel Barcha, seguida por Anita Dixler e a Annick Dubois. Esta experiência possibilitou que ele pudesse trabalhar com a técnica e postura erudita para se iniciar no canto popular. Com a veia artística sempre pulsante, a cantora também se formou em Artes Cênicas pelo TUCA, enquanto simultaneamente concluía a faculdade de Economia.

A cantora, que vem de uma temporada de experimentos musicais diversos, lançou em 2018 releituras dos sucessos: Odara (Caetano Veloso), Tigresa (Caetano Veloso) e Ideologia (Cazuza). Além disso, Naia se apresentou em grandes casas na capital paulista, como o Bar Raiz, Teatro Itália e no Teatro Viradalata.

Em 2019, ela lançará o projeto “Caetane-se”, que contará com releituras de clássicos de Caetano Veloso, cada qual representada por uma cor diferente, sempre com o estilo e roupagem da cantora. Aguardem!!!

Para mais informações acesse www.naiaoficial.com.br.

MATÉRIAS RELACIONADAS

Enzo Rabelo lança faixa “Embarque e Desembarque”

agita2019

Budweiser confirma nova edição do BUD BASEMENT em São Paulo

agita2019

Roberta Miranda lança a música “Na Palma da Mão”

agita2019

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

%d blogueiros gostam disto: