Empreendedorismo Mercado de Trabalho

A nova era empresarial

* Por Renata Tolotti

Chegou o grande momento de questionarmos a forma como temos feito as diversa tarefas do dia a dia. Mais do que nunca, é um tempo para avançarmos de todas as maneiras, formas e sentidos para a expansão da mente e ajudar a inaugurar esta nova forma de liderar e gerenciar.

Desde a Revolução Industrial até o que estamos vivendo nos dias de hoje, com as novas tecnologias e muita informação, parece que esquecemos de quem faz tudo isso acontecer: pessoas. Empresas são feitas de pessoas e elas podem ser o crescimento ou a falência de um setor/empresa.

Esse novo momento que se inicia traz à tona algo que muitas empresas esqueceram com o tempo: pensar. Isso parece um absurdo, mas é a mais pura verdade. Estamos reagindo em estado automático, apenas seguindo o fluxo, sem entender que podemos ser melhores, mais produtivos e mais felizes.

Quando falamos de empresas e lideranças, parece que felicidade e satisfação não se encaixam na mesma frase. E é exatamente dessa forma que as empresas com consciência disruptiva vem trabalhando: crescimento, alta performance e felicidade. Nosso velho sentido de hierarquia e autoritarismo estão sendo desafiados. Estamos sendo chamados para despertar, encontrar em nós recursos e talentos diferentes para lidar com a mudança. As empresas que querem perdurar no futuro vão precisar se reinventar, reinventar a forma de ver e agir.

Tenho percebido três grandes diferenciais dentro das empresas com as quais eu trabalho e que já estão neste movimento:

  1. Questionamento

Questionar como as coisas estão sendo feitas. Entender que a mudança não é apenas uma opção, ela é fundamental para um crescimento colaborativo. Trazer novas formas, mais simples e menos burocráticas, assumir alguns riscos e ser mais curioso, são algumas das características das empresas que crescem de forma rápida, estruturada e com pessoas mais engajadas.

  1. Experimentação

A ideia de “errar rápido” tem feito todo o sentido na busca de soluções para problemas usando a prática. Fazer prototipagens de projetos e, antes de estarem prontos, colocar “para rodar” para poder analisar as falhas e corrigi-las rapidamente, assim minimizando os erros para o momento do lançamento definitivo. Buscar mais as percepções externas, novas opiniões e insights, antes de tomar qualquer ação.

  1. Inclusão

A quebra de níveis hierárquicos na construção de projetos tem sido um grande trunfo em algumas companhias. Trazer mais ideias, dar voz e escutar opiniões diferentes, faz com que além de ter uma nova percepção sobre os fatos, gere mais engajamento e motivação nas pessoas. Por consequência, essas pessoas dão mais resultados.

A partir do momento que se cria uma rede colaborativa de crescimento, as empresas tornam-se mais fortes, duradouras e podem se aproximar do tão sonhado crescimento exponencial. A revolução da forma de pensar já está acontecendo. Ou você faz parte, ou ficará obsoleto logo logo.

Sobre Renata Tolotti

Renata Tolotti é empreendedora, coach e palestrante. Além da formação em arquitetura, cursou a Marshall Goldsmith Stakesholder  Centered Organization (melhor formação de líderes por Harvard Business School em 2018). Também possui certificação em Coaching Integral Sistêmico, Coaching Business e executivo e estudou Comportamento Humano pela Flórida Christian University. Mais informações sobre a especialistas podem ser obtidas pelas redes socais http://facebook.com/coachrenatatolotti,  Instagram: @renata.tolotti, ou pelo site https://palestras.renatatolotti.com.br

MATÉRIAS RELACIONADAS

‘Cidade Empreendedora’ inicia aulas de capacitação para Microempreendedores Individuais

agita2019

Cresce o interesse por investimentos e a busca por profissionais da área

agita2019

Em parceria com a Verbo Comunicação, CIESP Sorocaba realiza pesquisa exclusiva sobre as expectativas de negócios para 2020

agita2019

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

%d blogueiros gostam disto: