Corpo e Saúde Estilo de Vida

Varicocele: problema de saúde aparentemente inofensivo pode levar à infertilidade masculina

Médico urologista explica a relação entre varizes nos testículos e esterilidade, fala sobre complicações que podem surgir e orienta acerca da prevenção e tratamento.

 As consultas regulares ao urologista são importantes para o acompanhamento da saúde e descoberta de possíveis problemas silenciosos ou aparentemente inofensivos, como a varicocele, que é caracterizada pela presença de veias dilatadas na região dos testículos, de maneira semelhante às varizes, que acometem as pernas.

 Dr. Marcelo Mai Jurado, médico urologista da clínica Ápice Medicina Integrada, de Sorocaba (SP), explica que a doença é mais comum em jovens, entre 15 e 25 anos, o que reforça a importância de consultar um urologista também durante a puberdade. “A varicocele se manifesta durante a puberdade, fase do desenvolvimento sexual masculino que ocorre na adolescência e início da vida adulta. Nesse período, algumas veias podem crescer mais do que o normal. Essa alteração anatômica pode acabar dificultando a circulação sanguínea”, explica. “Homens mais velhos também podem apresentar varicocele, o que igualmente pode levar à infertilidade e casos de dor testicular crônica, o que reforça a necessidade de ir ao urologista regularmente durante a vida toda”, pontua.

 Normalmente, a varicocele branda não apresenta sintomas, mas pode provocar dor em casos mais severos. “Quando as veias estão muito dilatadas, a região incha e pode surgir a dor, no entanto, o mais comum é que o homem não sinta qualquer desconforto”, detalha o especialista.

 Quando ocorre de maneira sutil, o médico costuma acompanhar o caso nas consultas periódicas, a fim de identificar um possível agravamento. “Nos casos mais graves, podem surgir complicações, como a atrofia do testículo, dor intensa, que aumenta com a prática de atividades físicas e, até mesmo, a infertilidade, ou seja, a incapacidade de ter filhos”, alerta Dr. Marcelo.

 A possibilidade de ficar estéril, embora baixa, existe, o que reforça a necessidade de prevenção. “O médico pode identificar alterações antes mesmo que a própria pessoa note os sintomas, por meio de exames físicos ou ultrassonografia, se for o caso. Isso dá margem para efetuar o tratamento antes que surjam complicações maiores”, aconselha o especialista da Ápice Medicina Integrada.

 O tratamento cirúrgico é uma alternativa para os casos mais complicados. “Nesses casos, buscamos direcionar o fluxo sanguíneo isolando as veias dilatadas, o que melhora a circulação e, consequentemente, reduz o desconforto. Homens com infertilidade podem, inclusive, voltar a ser férteis após o tratamento, desde que o diagnóstico tenha sido precoce”, afirma.

A Ápice Medicina Integrada fica localizada na Rua Eulália da Silva, 214, no Jardim Faculdade, em Sorocaba/SP. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3229-0202 ou pelo site: www.apice.med.br

  • Médico urologista explica a relação entre varizes nos testículos e esterilidade, fala sobre complicações que podem surgir e orienta acerca da prevenção e tratamento.

 As consultas regulares ao urologista são importantes para o acompanhamento da saúde e descoberta de possíveis problemas silenciosos ou aparentemente inofensivos, como a varicocele, que é caracterizada pela presença de veias dilatadas na região dos testículos, de maneira semelhante às varizes, que acometem as pernas.

Dr. Marcelo Mai Jurado, médico urologista da clínica Ápice Medicina Integrada, de Sorocaba (SP), explica que a doença é mais comum em jovens, entre 15 e 25 anos, o que reforça a importância de consultar um urologista também durante a puberdade. “A varicocele se manifesta durante a puberdade, fase do desenvolvimento sexual masculino que ocorre na adolescência e início da vida adulta. Nesse período, algumas veias podem crescer mais do que o normal. Essa alteração anatômica pode acabar dificultando a circulação sanguínea”, explica. “Homens mais velhos também podem desenvolver varicocele, no entanto, esses casos estão normalmente relacionados a tumores renais, o que, igualmente, reforça a necessidade de ir ao urologista regularmente durante a vida toda”, pontua.

Normalmente, a varicocele branda não apresenta sintomas, mas pode provocar dor em casos mais severos. “Quando as veias estão muito dilatadas, a região incha e pode surgir a dor, no entanto, o mais comum é que o homem não sinta qualquer desconforto”, detalha o especialista.

Quando ocorre de maneira sutil, o médico costuma acompanhar o caso nas consultas periódicas, a fim de identificar um possível agravamento. “Nos casos mais graves, podem surgir complicações, como a atrofia do testículo, dor intensa, que aumenta com a prática de atividades físicas e, até mesmo, a infertilidade, ou seja, a incapacidade de ter filhos”, alerta Dr. Marcelo.

 A possibilidade de ficar estéril, embora baixa, existe, o que reforça a necessidade de prevenção. “O médico pode identificar alterações antes mesmo que a própria pessoa note os sintomas, por meio de exames físicos ou ultrassonografia, se for o caso. Isso dá margem para efetuar o tratamento antes que surjam complicações maiores”, aconselha o especialista da Ápice Medicina Integrada.

 O tratamento cirúrgico é uma alternativa para os casos mais complicados. “Nesses casos, buscamos direcionar o fluxo sanguíneo isolando as veias dilatadas, o que melhora a circulação e, consequentemente, reduz o desconforto. Homens com infertilidade podem, inclusive, voltar a ser férteis após o tratamento, desde que o diagnóstico tenha sido precoce”, afirma.

A Ápice Medicina Integrada fica localizada na Rua Eulália da Silva, 214, no Jardim Faculdade, em Sorocaba/SP. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3229-0202 ou pelo site: www.apice.med.br.

Fonte: QNotícia

MATÉRIAS RELACIONADAS

Feira de adoção e Cãodrilha animam o fim de semana do Pátio Cianê

agita2019

Meu cão é ansioso, e agora?

Agita ih

Quem eu quero não me quer, e agora?

agita2019

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

%d blogueiros gostam disto: