Corpo e Saúde Estilo de Vida

Faculdade de Medicina da PUC Sorocaba recebe curso para aprimoramento de cirurgias de lesões no joelho

Nesta última sexta-feira, dia 9, aconteceu, o “2º Curso de Reconstruções Extra-Articulares nas Instabilidades Anteriores do Joelho”, na Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Sorocaba (PUC-SP Campus Sorocaba), localizada na Rua Joubert Wey, 290, no bairro Vila Boa Vista. O evento teve como objetivo discutir a importância das técnicas avançadas de cirurgias no joelho.

“A intenção do curso foi promover uma atualização da anatomia e biomecânica da região anterolateral do joelho, de como realizar o diagnóstico clínico e as indicações cirúrgicas de reforço extra-articular, no intuito de melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços oferecidos aos pacientes”, explica o médico Julio Gali, coordenador geral do curso e professor de ortopedia da instituição.

Vários temas foram discutidos na ocasião, trazidos por médicos e cirurgiões experientes, entre eles o Prof. Dr. Camilo Partezani Helito que participou do curso com o assunto “Bases anatômicas e biomecânicas para a reconstrução extra-articular nas instabilidades anterolaterais”. Segundo ele, “este tipo de lesão tem crescido, porque são muito frequentes e acontecem devido à prática de esportes que promovem a rotação do joelho, como futebol, vôlei, handebol e etc. Estas lesões sempre aconteceram, mas agora estamos aprendemos como diagnosticar e como a tratar melhor estes pacientes”.  

Além de cirurgiões, o curso também foi destinado para estudantes de medicina e outros profissionais da área da saúde, como fisioterapeutas e educadores físicos.

O estudante, Danilo Vidal, está em seu primeiro ano de residência médica em ortopedia e foi um dos participantes do curso. Para ele, os ensinamentos adquiridos serão importantes para quando a residência terminar. “Acho muito importante participar de cursos coordenados pelo Dr. Julio Gali, porque nos mantemos sempre atualizados nas técnicas internacionais mais avançadas com relação a lesões no joelho. Quando eu me formar como ortopedista, certamente estarei pronto para cuidar do paciente da melhor maneira possível, promovendo cirurgias cada vez mais eficazes e, consequentemente, proporcionando recuperações mais rápidas e duradouras”.

Já para o preparador físico, Claudio Bacci, foi muito interessante participar do curso e acompanhar a evolução da medicina e suas técnicas de cirurgia. “Hoje, não se trata, apenas, a recuperação de um ligamento, mas de uma estrutura completa, sendo o joelho como um todo e não apenas a parte lesionada. Da mesma forma que a gente, porque cuidamos de uma recuperação funcional do atleta, especialmente, do seu lado técnico. Nós não recuperamos apenas um grupo muscular, mas todo o corpo, inclusive o lado emocional e psicológico do paciente que está na reabilitação”.

Fonte: JF

MATÉRIAS RELACIONADAS

Quarto do bebê: como escolher os móveis para uma decoração montessoriana?

agita2019

Nova tecnologia acaba com dificuldades que desestimulam o uso de aparelhos auditivos

agita2019

O café é uma das bebidas mais consumidas mundialmente, mas em excesso pode ser nocivo ao organismo

agita2019

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

%d blogueiros gostam disto: