Corpo e Saúde Estilo de Vida

Especialistas alertam para relação excesso de peso x câncer

Estudo da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo revelou que a obesidade influencia em 3,8% dos diagnósticos de câncer.

A cada cinco brasileiros, um está acima do peso. De acordo com o Ministério da Saúde, nos últimos dez anos, a obesidade no Brasil aumentou 60%, passando de 11,8% para 18,9% da população.  Pressão alta, colesterol, diabetes e doenças cardíacas são alguns dos problemas típicos relacionados ao excesso de gordura, mas, nos últimos estudos realizados, a relação da obesidade com outra doença chamou a atenção da classe médica: o câncer.   

Para Dra. Gabriela Filgueiras Sales, médica oncologista clínica e especialista em cuidados paliativos do Instituto de Oncologia de Sorocaba (IOS), está comprovado que, na maioria dos casos de câncer, a interferência genética é mínima, mas os fatores externos acabam sendo determinantes para o desenvolvimento da doença. “O que observamos é que o câncer, geralmente, não surge de repente, é um processo contínuo. Muitas vezes, o paciente já tem outros problemas de saúde e o tumor acaba sendo o ápice de todos eles. Sabemos que a obesidade é responsável por processos inflamatórios e alterações hormonais, ambos fatores presentes em pacientes com câncer”, pontua. Pesquisa feita pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) mostrou que o Brasil terá 29 mil casos de câncer relacionados à obesidade em 2025. Atualmente, o excesso de peso está relacionado a 3,8% de todos os diagnósticos oncológicos, sendo que, daqui a sete anos, serão 4,6%.

No ano passado, o Inca (Instituto Nacional do Câncer) também lançou um documento, posicionando-se em relação ao papel do sobrepeso no desenvolvimento de treze tipos de câncer, sendo eles de: mama, endométrio, rim, fígado, próstata, bexiga, esôfago, estômago, útero, tireoide, colorretal, pâncreas e ovário. A conclusão foi publicada, após a Agência Internacional para Pesquisa do Câncer e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos analisarem mais de mil estudos. Outro ponto importante é a observação da incidência desses cânceres em jovens com sobrepeso. O que esse documento quer dizer é que, quanto mais pesada a pessoa estiver, maior a probabilidade de desenvolver um desses cânceres, muitas vezes, fatais. Daí, a necessidade de controle do peso. “Quando falamos em combate ao câncer, devemos saber que não existem alimentos que previnam o câncer, mas uma alimentação saudável ajuda a proteger do câncer”, frisa a especialista do IOS.

A prevenção começa no prato

O ditado diz que “beleza não se põe à mesa”, porém, que um prato colorido, repleto de verduras e legumes, faz toda a diferença na manutenção da saúde, isso faz! Uma alimentação equilibrada e saudável previne uma série de processos relacionados ao surgimento do câncer, dentre eles a inflamação dos tecidos, além de ajudar no controle do peso. Por isso, pesquisadores têm incentivado médicos a controlar o IMC (Índice de Massa Corporal) dos pacientes e conscientizá-los em relação aos perigos da obesidade.

“A prevenção do câncer começa na infância, desde o nascimento o aleitamento materno é primeira ação de alimentação saudável. A amamentação até os dois anos ou mais, sendo exclusiva até os seis meses de vida, protege as mães contra o câncer de mama e as crianças contra a obesidade infantil. E, após a introdução de alimentos, sempre preferir produtos não industrializados. Esse cuidado não garante que a pessoa não terá câncer no futuro, mas ajuda a diminuir muito os riscos. Está na lista de coisas que podemos fazer”, destaca Dr. Gabriela.

Mais informações podem ser obtidas no site: www.oncologiasorocaba.com.br. O Instituto de Oncologia de Sorocaba está localizado na Rua Cônego Januário Barbosa, 238, Jardim Vergueiro, em Sorocaba (SP).

Fonte: QNotícia

MATÉRIAS RELACIONADAS

Médico oftalmologista representa o BOS em simpósio internacional de retina e vítreo

agita2019

Evento Pet do Shopping Cidade Sorocaba realiza encontro da raça Buldogue

agita2019

O que as emoções têm a ver com saúde?

agita2019

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

%d blogueiros gostam disto: