Corpo e Saúde Estilo de Vida

Bruxismo: hábito de ranger os dentes à noite pode ser tratado com aplicação de toxina botulínica

Transtorno pode provar desgaste e amolecimento dos dentes, além de dores de cabeça e dificuldade para se alimentar;

médica especialista em bloqueios neuroquímicos fala sobre técnica de tratamento com toxina botulínica, considerada “padrão ouro” pela medicina.

O bruxismo é o hábito de ranger ou apertar os dentes, especialmente à noite, durante o sono. Esse problema causa desgaste e amolecimento dos dentes, além de dificuldade para se alimentar e quadros de dores no maxilar e na cabeça (cefaleia). Prof.ª Dra. Matilde Sposito, médica fisiatra especialista em bloqueios neuroquímicos da clínica Ápice Medicina Integrada, de Sorocaba (SP), explica que as origens dos sintomas podem ser diversas. “O bruxismo é a hiperatividade do músculo masseter, que se estende da lateral da mandíbula até próximo da região temporal. O problema pode ser causado por estresse, ansiedade, fatores genéticos ou problemas físicos (ósseos e/ou musculares) na boca, além de problemas neurológicos”, afirma.

O diagnóstico, muitas vezes, surge após a pessoa procurar atendimento médico ou odontológico por conta dos sintomas, que já se instalaram. “No caso do bruxismo, normalmente o paciente é alertado por quem dorme ao lado e presencia o momento em que isso ocorre. Exames de polissonografia também ajudam a entender melhor as razões para a manifestação do quadro”, detalha a médica.

Pessoas com doenças neurológicas graves, como o AVC e pacientes em coma, além de vítimas de traumatismo craniano também podem desenvolver o bruxismo, que, nesses casos, e em grau extremo, é chamado de trisma. Crianças com paralisia cerebral e com autismo também apresentam bruxismo com frequência. Independentemente da nomenclatura e das causas, é essencial buscar tratamento, a fim de impedir o surgimento de complicações. “No tratamento do bruxismo e do trisma, classicamente, usam-se medicamentos para controle da ansiedade e de placas moldadas de silicone, ou acrílico, de uso noturno, para evitar o atrito dos dentes. No entanto, uma alternativa ainda pouco explorada, porém considerada ‘padrão ouro’ pela medicina, é a aplicação de toxina botulínica”, frisa a especialista.

A toxina botulínica, conhecida popularmente pelo nome comercial Botox, é uma substância extraída da bactéria Clostridium botulinum. “O uso médico da substância emprega doses seguras, que têm potencial para atuar, dentre muitas outras áreas, tanto como relaxante muscular, como em casos selecionados de dor. Em particular, no bruxismo, ela atua nestas duas frentes: diminuindo a força de contração do musculo masseter e aliviando as dores na região da mandíbula e da têmpora, o que implica em diminuição da dor de cabeça, que vem associada em alguns casos”, fala Dra. Matilde.

Nos casos de bruxismo, a substância contribui diminuindo a pressão da mordida. “Aplicamos o Botox nos músculos masseteres e nos temporais, se necessário, em quantidade controlada, a fim de reduzir a pressão da mordida, porém, sem afetar absolutamente nenhuma função, como a mastigação e a sensibilidade bucal. Caso necessário, repete-se a aplicação após três meses”, destaca a médica fisiatra.

Odontologistas e médicos de outras especialidades, como os neurologistas, podem encaminhar pacientes com quadros de bruxismo ao especialista em bloqueios neuroquímicos, para que seja avaliada a viabilidade do emprego da técnica e dado início ao tratamento. “A aplicação de toxina botulínica é, atualmente, a opção mais eficiente disponível para o tratamento do bruxismo”, conclui Prof.ª Dra. Matilde Sposito.

A Ápice Medicina Integrada fica localizada na Rua Eulália da Silva, 214, no Jardim Faculdade, em Sorocaba/SP. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3229-0202 ou pelo site: www.apice.med.br

Fonte: QNotícia

MATÉRIAS RELACIONADAS

Havaianas e Netflix apresentam duas linhas de sandálias inspiradas nas séries mais aguardadas do ano

agita2019

Guerlain e Helder Rodrigues assinam beleza de Victor Hugo Mattos

agita2019

Você perdoaria uma traição?

agita2019

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

%d blogueiros gostam disto: