Cultura e Lazer Entretenimento

Moradores podem conhecer parte da história de Sorocaba no Museu da Estrada de Ferro


Além do passeio, a população também podem realizar pesquisas e participar de visitas monitoradas no local.

 Neste sábado (18) é comemorado o Dia Internacional de Museus (18 de maio). A data foi instituída pelo Comitê Internacional de Museus (ICOM) com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para a importância desses espaços na preservação da história e da cultura da humanidade. Em Sorocaba, um dos espaços culturais que a população pode visitar gratuitamente e conhecer parte da história da cidade é o Museu da Estrada de Ferro Sorocabana (MEFS).
Administrado pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Cultura (Secult), o museu conta com um acervo público que expõe pinturas, fotografias, mapas e objetos que relembram a história da Estrada de Ferro Sorocabana, importante empresa pioneira no ramo que se expandiu para diversas regiões do Brasil e que marcou a memória da cidade.
Máquinas de escrever, de calcular, aparelhos telefônicos, PABX e teodolitos são alguns dos objetos antigos que podem ser encontrados no local. Além disso, no acervo é possível encontrar pinturas e objetos pessoais de Luiz Matheus Maylasky, visconde de Sapucaí e diretor da Estrada de Ferro Sorocabana, e de sua esposa Ana Franco de Andrade, que fez parte de uma das famílias mais influentes da época. A história do início das ferrovias e locais por onde elas passaram também podem ser conferidos através de imagens e documentos.
A museóloga da Secretaria da Cultura, Daniella Moreira, comenta sobre a importância que o espaço tem para a história sorocabana. “O Museu da Estrada de Ferro foi inaugurado em 1997, pouco antes da privatização da Fepasa, e é um espaço que guarda a memória desse período, tanto da criação da Sorocabana quanto depois que virou Fepasa. Trata-se de uma parte importante da história da cidade e da região, que é o ciclo ferroviário”, explica.
Como curiosidade, a museóloga comenta sobre a localização do museu. “Ele está inserido no complexo ferroviário, em uma casa que pertencia aos engenheiros da Estação Sorocabana, não era casa do Maylasky como muita gente acha, e fica próximo de outros espaços culturais da cidade”. Ela também explica que as visitas no museu geralmente são acompanhadas de passeios pela Pinacoteca, que fica no mesmo complexo.
O espaço também é aberto para visitação de escolas e grupos que podem solicitar uma visita monitorada ou informações para pesquisa. Para isso, os interessados devem entrar em contato com a equipe do museu pelo telefone (15) 3231-1026 ou pelo e-mail mefs@sorocaba.sp.gov.br.
O MEFS está localizado no Jardim Maylasky, na rua Álvaro Soares, 533, no Centro, e funciona de terça a sexta-feira, das 9h às 16h30, e aos sábados, domingos e feriados, das 12h às 16h. A entrada é gratuita.

Fonte: SECOM

MATÉRIAS RELACIONADAS

Conheça 9 livros para divertir as férias da criançada

agita2019

Seja dono da sua própria mente e prospere na vida e nos negócios

agita2019

Diversa produção contemporânea do cinema nacional é destaque no projeto CineCafé do Sesc Sorocaba

agita2019

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

%d blogueiros gostam disto: