free web hit counter
Entretenimento Literatura

Jardim de poesia: conheça Meu amor por uma rosa

Diário poético do autor pernambucano Ajomar Santos compara sentimentos com elementos da natureza ao transformar em poesia o amor de um beija-flor por uma rosa

De amolecer o coração de todos os leitores, mais que um conjunto de poesias, a obra Meu amor por uma rosa, publicada pela editora Ellaé para quem possui sensibilidade suficiente para compreender e admirar o amor de um beija-flor por uma rosa.

É nessa condição que se colocou o autor recifense Ajomar Santos ao desenhar cada estrofe dos versos líricos a partir da perspectiva da ave que possui como musa inspiradora a flor mais romântica já identificada no mundo: a rosa.

Bela flor, Mais frio que neve, Pássaro da liberdade, Sol tórrido, Complemento da lua, Calor do sol, Noites enluaradas… São apenas alguns dos títulos entre as 155 poesias que descrevem o romantismo do autor comparado aos elementos e ações da natureza. O conjunto da obra, que é o diário poético de Ajomar, é também a essência de um amor puro, singelo, sincero e eterno transformada em palavras.

“Seu perfume me deixa entorpecido

Pétalas macias são os lábios seus

O seu abraço é o meu abrigo seguro

Mas a sua ausência tem sabor de adeus…”

– Meu amor por uma Rosa, pág. 142. 

Apesar de estrofes pequenas, a sensibilidade e singularidade de cada poesia alimenta o coração e entorpece a alma dos leitores. O entrelaçamento das palavras feito por Ajomar nos faz crer que o amor e a relíquia do amor verdadeiro é um sentimento inabalável!

Ficha Técnica: 
Título: Meu amor por uma rosa
Autor: Ajomar José dos Santos
ISBN: 9787-85-8405-143-4
Editora: Ella
Páginas: 170
Formato: 14×21
Preço: R$ 28,00

Link para compra: https://www.editoraella.com.br/meu-amor-por-uma-rosa

Sobre o autor: Ajomar José dos Santos nasceu em Recife em 1966 e é capitão da Reserva da Polícia Militar de Pernambuco. O interesse pela literatura despertou ainda na escola, momento em que, após algumas aulas de português, começou a compor os seus primeiros versos. Quando estava no 2º ano científico, em 1986, um poema de sua autoria, intitulado de Pena de Morte, foi escolhido para participar da V Coletânea de Trabalhos Escolares, coletânea que publicava os melhores textos literários dos alunos de escolas estaduais de Pernambuco.

Redes Sociais:
Instagram:
 @ajomarsantosescritor
Facebook: www.facebook.com.br/ajomarsantos

Fonte: LC

MATÉRIAS RELACIONADAS

Atrações do Shopping Cidade Sorocaba

agita2019

8 motivos para as feministas lerem a obra “Mulherzinhas”

agita2019

Projeto ‘Rio vai à Escola’ foi levado a crianças do CEI-70

agita2019

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

%d blogueiros gostam disto: